BLACK EAGLE (1988)

Um avião que transporta um sistema de orientação de mísseis a laser de última geração cai em Malta. O governo americano age rápido e envia seu melhor agente, Sho Kosugi, até lá para recuperá-lo. Só que o sujeito tem trabalhado demais e quase não tem tempo pra família e isso tem o deixado chateado… Qual é a solução? Leve as crianças junto pra Malta e coloque-as num hotel cinco estrelas até que Kosugi termine o trabalho. Só que os russos também estão atrás do sistema e, obviamente, vão fazer de tudo para atrapalhar a vida do nosso herói, até mesmo sequestrar seus filhos e tentar tornar a trama de BLACK EAGLE mais agitada…

Um dos vilões russos é um tal de Jean-Claude Van Damme. É divertido vê-lo ainda em início de carreira tentando ganhar seu espaço. O sujeito basicamente desempenha o mesmo personagem que fez em NO RETREAT NO SURRENDER,  um meliante, guarda-costa e braço direito de um facínora russo. Embora este seja um papel precoce e minúsculo, Van Damme já demonstra suas qualidades que ajudariam a torná-lo um astro do cinema de ação dos anos 90, como por exemplo sua arte que justifica o cinema feito em 16:9: o espacate.

black-eagle-1

Mas tirando a presença de Van Damme, BLACK EAGLE é bem problemático em vários sentidos. sei lá, os produtores não estavam pagando o cara? E como é o protagonista, que carrega grande parte do filme, o resultado é insoso, sem muita energia. Mas o pior de tudo são as cenas de Kosugi com os filhos. Quero dizer, precisamos mesmo de um herói que leva seus filhos para a praia e museus durante a METADE de um filme de ação? Tenho certeza de que enquanto mata russos e tenta cumprir a misão ele gostaria de sair com os filhos e tal, mas isso só retardam um filme que já é lento até para os padrões do cinema de ação do período. Enfim, se Van Damme aproveita cada minuto por aqui, como veículo para Kosugi BLACK EAGLE é puro lixo.

Vale mais a pena concentrar a atenção em Van Damme, cujo personagem é bem mais interessante e expressivo. De resto, BLACK EAGLE é maçante e previsível. O pior é que Van Damme e Kosugi ficam muito pouco tempo juntos na tela e têm apenas duas lutas, nenhuma das quais são exatamente muito boas. A primeira termina abruptamente a segunda é muito mal ilumiada, numa escuridão desnecessária. Claro, ambos demosntram suas habilidades e alguns momentos de luta são bons, mas levando em conta o material humano que temos aqui, era para ter coisa melhor.

68itlea

Em suma, os fãs de Sho Kosugi vão sair frustrado de BLACK EAGLE, já os admiradores do belga tem aqui um lado curioso de vê-lo aprontando as suas em início de carreira. De qualquer forma, os apreciadores de filmes de ação não vão sair muito satisfeitos, exceto por um ou outro momento. Faça um favor a si mesmo e ao invés de assistir a este aqui priorize um PRAY FOR DEATH ou REVENGE OF NINJA se querem ver o Kosugi na sua melhor forma, e reveja KICKBOXER, O GRANDE DRAGÃO BRANCO, DUPLO IMPACTO e etc… Este aqui pode esperar.

Gostou do conteúdo? Seja o nosso patrão! Yippee Ki Yay, Motherfucker!

1 Comentário

Deixe uma resposta

  • Shô Kosugi é pai do ator Kane Kosuge que fez o Ninja Black do super sentai Kakuranger. Ambos foram pai e filho tanto em Contato Mortal quanto na série Kakuranger. O filho também era o protagonista da série americana Ultraman Powered, mais conhecido como Ultraman Americano.