REVIEW: BODYGUARD – RESGATE DE RISCO (The Bodyguard aka Super Bodyguard, 2016)

BODYGUARD – RESGATE DE RISCO é uma enorme egolombra por parte do astro da produção, Yue Song.  Além de seu personagem-título e protagonista ser o fodão dos fodões, o sujeito é o diretor, roteirista e produtor do filme. Para vocês terem uma idéia do quanto o cabra ainda se acha, a produção se autointitula como “O Melhor Filme de Kung Fu dos Últimos 20 Anos”. Mas deixando toda essa pretensão de seu autor um pouco de lado… você sabe qual é o melhor de tudo? O longa realmente se garante como um dos filmes mais nostálgicos e divertidos que o admirador do gênero poderá conferir esse ano.

Se você é daqueles que vive dizendo “eita que filme mentiroso” e costuma diminuir um trabalho por seguir esse tipo de caminho mais fantasioso e exagerado em detrimento de besteiras como bom senso e realismo, corra longe. Caso não, assista e seja feliz com um filme que não tem o menor receio de parecer ridículo e de apenas ser visto um ótimo entretenimento. Os stunts – inclusive os feitos pelo próprio ator-produtor – são insanos e as cenas de luta e ação, embora ágeis, permitem que o espectador entenda o que raios está acontecendo e quem está dando um pé ou soco na cara e no bucho de alguém. O filme não desaponta de jeito algum nesse quesito.

Yue Song até demonstra uma segurança e talento apesar de se perder um pouco aqui e ali como diretor na condução de uma história tão bobinha e simples como a que escreveu. O que esse sujeito realmente precisa é tirar um pouco o rei da barriga e aparecer nos filmes dos outros para crescer, já que seu único trabalho anterior é O REI DAS RUAS (The King of the Streets), datado de 2012 e – adivinhem! – estrelado, roteirizado, produzido, editado e co-dirigido por ele.

BODYGUARD – RESGATE DE RISCO é sim, uma obra nostálgica, mas não fica soltando piscadinhas e nem esfregando referências na cara do espectador.  Se não fosse pela cinematografia em alta definição e alguns efeitos especiais, o filme passaria a impressão de que realmente estamos vendo uma esquecida produção de Hong Kong lançada nos dias de hoje e de que se precisa rebobinar a fita VHS antes de devolvê-la para a locadora.

O filme foi lançado no Brasil em DVD pela A2 Filmes através do selo Focus Filmes mas também está disponível para ser assistido agora mesmo através de serviços de streaming e ‘on demand’ como Netflix, NOW e Looke.

Conforme divulgamos aqui no site, o DVD de BODYGUARD – RESGATE DE RISCO será lançado no varejo a partir do dia 19 de Julho para venda direta ao fã e colecionador. É uma edição simples que oferece o longa em uma cópia de excelente qualidade com imagem no formato correto de tela (widescreen) e som original e dublado 5.1, acrescido do trailer original de cinema. Aquisição recomendada pelo ActionNews.

Este slideshow necessita de JavaScript.

EXTRA: Drinking Game! Separe uma garrafa da birita de sua escolha e comece a ver o filme.

– Beba uma dose para  toda vez que sorrir graças à trilha sonora de Derek Zhao.
– Beba uma dose para toda vez que os personagens vierem com filosofia de boteco falando de futuro, destino etc e tal.
– Beba uma dose para toda vez que se perguntar o motivo pelo qual a mega organização criminosa se incomoda tanto mas tanto com os negócios e a vida do pai do interesse romântico do nosso herói.

E por último, pra você se ferrar valendo, beba uma dose para toda e qualquer tentativa estranha e deslocada de se fazer humor. Boa sorte.

Gostou do conteúdo? Seja o nosso patrão! Yippee Ki Yay, Motherfucker!

1 Comentário

Deixe uma resposta