Parece filme de Hong Kong, mas não é! RESGATE SUICIDA ganha lançamento em DVD no Brasil

A A2 Filmes anunciou o lançamento do filme BEYOND REDEMPTION em DVD pela Flashstar. A produção recebeu o título nacional de RESGATE SUICIDA. Trata-se do 1o. longa como diretor do experiente ator, dublê e artista marcial canadense Bruce Fontaine, que se mudou para Hong Kong no final dos anos 80 e nesse período chegou a trabalhar com gente como Yuen Woo Ping, Sammo Hung, Stephen Chow e Tsui Hark. Voltando ao Canadá, ele foi dublê e coordenador de dublês de uma impressionante quantidade de video games e filmes de orçamentos variados no seu país e nos Estados Unidos, inclusive produções multi-milionárias como EU, ROBÔ e ESQUADRÃO CLASSE A.

RESGATE SUICIDA foi inteiramente rodado em Vancouver e o elenco é repleto de pessoas que trabalham no mesmo campo do diretor. Destaque para a presença do veterano Eddy Ko (NO CORAÇÃO DO PERIGO, MÁQUINA MORTÍFERA 4).

Sinopse: “O policial secreto Billy Tong infiltrou-se na Gangue Ching Tau e descobriu que eles estão planejando sequestrar Tiffany Long, a filha de um notório chefe da tríade Dragon Head Xi Long. Quando Billy descobre que Melinda, sua ex-mulher está grávida, ele questiona suas escolhas de carreira e arrisca a segurança da filha de Xi Long e de sua nova família.”


Confira o trailer abaixo e informações do DVD da Flashstar que já se encontra nas locadoras. O filme também está disponível na plataforma NOW.

Ficha técnica:
RESGATE SUICIDA (Beyond Redemption)
DIREÇÃO: Bruce Fontaine
ELENCO: Brian Ho, Osric Chau, Eddy Ko, Nickolas Baric, Raymond Chan, Peter Chao
PAÍS/ANO DE PRODUÇÃO: Canadá/2015
GÊNERO: Ação
MINUTAGEM: 89 Minutos Aproximadamente

Informações sobre a mídia:
IDIOMA: Inglês 5.1, Português 2.0
LEGENDA: Português
COLORIDO
FORMATO DE TELA: 16×9 Widescreen
CLASSIFICAÇÃO: 12 Anos
CONTEÚDO: Linguagem Imprópria, Presença de Sangue

Saiba mais dos lançamentos da Flashstar acessando a página da A2 no Facebook e o blog da distribuidora.

Gostou do conteúdo? Seja o nosso patrão! Yippee Ki Yay, Motherfucker!

1 Comentário

Deixe uma resposta